Ideia

Como abrir um consultório dentário (em Portugal)

INTRODUÇÃO

A prestação de serviços dentários abrange todas as classes sociais. Dependendo da especialidade de atuação do consultório dentário e das possibilidades financeiras do empreendedor, é possível abrir uma clínica com várias especialidades, o que pode atrair mais clientes pela diversificação de serviços. Outra opção é a prestação de serviços para as camadas mais carentes da sociedade que necessitam de acesso a serviços básicos e rotineiros.

Para a abertura de uma clínica dentária, inicialmente é importante realizar uma pesquisa sobre a cidade onde o empreendimento será instalado. Informações sobre o número de profissionais na cidade, quais as suas especialidades e áreas de atendimento são informações estratégicas que podem garantir uma rápida formação de clientela e recuperar os investimentos mais rapidamente. Na maioria dos casos, para regiões mais populares ou carentes, ser generalista é suficiente, enquanto áreas onde a população tem maior poder aquisitivo exigem um nível de especialização maior, por terem maior conscientização sobre a necessidade de cuidados com a saúde bucal.

Como outras atividades económicas, o ramo de serviços dentários  é competitivo e exige grandes esforços para formar uma clientela fiel. No caso da clínica dentária, há diferenças se o empreendedor optar por se estabelecer em zonas do interior ou em cidades de grande porte. Em cidades do interior, geralmente a competição é maior pela existência de profissionais que são conhecidos e atuam por muitos ano. Por outro lado, o número de dentistas por habitantes é maior nas grandes cidades, por isso o melhor será mesmo fazer uma pesquisa da zona exata onde se pretende implantar assim como consultar o número de habitantes da referida zona (através de uma consulta no Instituto Nacional de Estatística por exemplo). É importante também encontrar um bon contabilista, com referências, que auxilie na definição das políticas financeiras da empresa. Para o caso recomendamos a GAPIC (http://www.gapic.pt) que tem muita experiência com consultórios dentários, para além de darem uma ajuda importante na definição da estratégia e procedimentos de licenciamento.

Encontre um bom contabilista.
Um bom contabilista é crucial para o sucesso de uma pequena empresa. Adquirir o capital para começar um negócio e lidar com as finanças dele será um desafio, por isso você precisará de alguém com experiência para guiá-lo pelo processo. Um contabilista não só o ajudará com as taxas e livros de contabilidade, mas também será um conselheiro financeiro nas decisões de negócios. Portanto, contrate alguém em quem possa confiar. Recomendamos a GAPIC (http://www.gapic.pt) pois para além de 35 anos de experiência no mercado, tem também a experiência de lidar com consultórios veterinários.

 

MERCADO (dados da Ordem dos Médicos Dentistas)

 

A 31 de dezembro de 2015 existiam em Portugal 8933 médicos dentistas ativos, sendo que o número duplicou desde 2003. Este valor confirma a tendência de crescimento, verificada em anos anteriores, do número de profissionais.

 

Em consequência, a maioria dos membros ativos da Ordem dos Médicos Dentistas situa-se nas faixas etárias mais baixas. Os membros do sexo feminino representam 58,7% do total. Numa atividade profissional que era fundamentalmente dominada por indivíduos do sexo

masculino, neste início de século verifica-se uma clara inflexão: atualmente há 1,42 profissionais do sexo feminino para cada profissional do sexo masculino.

 

CONCORRÊNCIA

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) defende que, na Europa Ocidental, é aconselhável a existência de um médico dentista para cerca de 2000 habitantes. Em Portugal, em 2015, existia, em média, um médico dentista por 1161 habitantes ou seja a concorrência é elevada com exceção de: Região do Oeste, Beira Baixa, Alentejo Litoral, Baixo Alentejo, Lezíria do Alentejo, Alto Alentejo e Alentejo Central.

 

As projeções realizadas no estudo “Manual of Dental Practice” indicam que, em 2018, o número de médicos dentistas ativos na Ordem dos Médicos Dentistas ultrapassará os 10000 membros. Tendo em consideração que a população portuguesa tende a diminuir, verifica-se que, no ano de 2019, existe a probabilidade de o rácio habitantes por “dentista” ser inferior a 1000.

 

Licenciamento
Para o licenciamento é importante contatar a GAPIC (contabilista com referências recomendado) que o pode desembaraçar rapidamente das questões burocráticas.  Entre as especificações encontradas no processo de abertura de uma clínica dentária são as mais importantes e obrigatórias: o registo na ERS (Entidade Reguladora da Saúde) e a licença emitida pela ARS (Administração Regional de Saúde).

Legislação
Os requisitos mínimos de organização e funcionamento bem como as especificações técnicas para o exercício da atividade de consultórios dentários regem-se pela Portaria nº 287/2012 de 20 de setembro.
Instalações
As instalações da clínica deverão ser de fácil acesso e dispor de sistemas de abastecimento e recolha de águas e resíduos, energia e telecomunicações dentro do disposto pela legislação em vigor. Em termos de espaços, o consultório deve dispor obrigatoriamente de pelo menos: um gabinete, uma sala de esterilização, instalações sanitárias e uma área  dirigida à receção e atendimento.

Requisitos de Direção
As clínicas dentárias devem ser tecnicamente dirigidas por um Diretor com as seguintes qualificações:
– Médico especialista em estomatologia inscrito no código da especialidade da Ordem dos Médicos;
– Médico dentista inscrito na Ordem dos Médicos Dentistas.

 

Despesas de Investimento
Pode considerar-se que o custo médio de investimento inicial para a criação de um consultório dentário com dois gabinetes se situa entre os 70.000 e os 80.000 euros. Entre os custos devem contar-se:
– Imóvel (prateleiras, cadeiras, mesas, secretárias, armários, balcão de receção);
– Equipamentos profissionais (compressores, raio-x, material dentário básico);
– Equipamentos informáticos (computador, impressora, scanner);
– Contratação de serviços (comunicações, eletricidade, contabilidade, limpeza);
– Contratação de empregados;
– Documentação, legalização e licenciamento da empresa.

 

Custos Fixos
Tomando ainda o exemplo de um consultório com dois gabinetes, estima-se que os gastos médios mensais fixos do mesmo se situem entre os 5.000 e os 6.000 euros, incluíndo:
– Salários;
– Renda de loja;
– Pagamento de empréstimo (se for o caso);
– Consumíveis (água, luz, internet, telefone);
– Limpeza;
Contabilidade.

 

Recursos humanos
No caso de o espaço incluir apenas um consultório, além do médico dentista deverá dispor de uma assistente. No caso de uma clínica dentária com dois ou mais gabinetes, deverá contratar uma assistente por cada médico dentista, devendo ainda considerar a junção à equipa de uma rececionista.

 

Contactos Úteis
Administração Regional de Saúde – Alentejo
Administração Regional de Saúde – Algarve
Administração Regional de Saúde – Centro
Administração Regional de Saúde – Lisboa e Vale do Tejo
Administração Regional de Saúde – Norte
ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários
Direção Geral da Saúde
Ordem dos Médicos Dentistas
Portal da Saúde – Ministério da Saúde

Encontre um bom contabilista.
Um bom contabilista é crucial para o sucesso de uma pequena empresa. Adquirir o capital para começar um negócio e lidar com as finanças dele será um desafio, por isso você precisará de alguém com experiência para guiá-lo pelo processo. Um contabilista não só o ajudará com as taxas e livros de contabilidade, mas também será um conselheiro financeiro nas decisões de negócios. Portanto, contrate alguém em quem possa confiar. Recomendamos a GAPIC (http://www.gapic.pt) pois para além de 35 anos de experiência no mercado, tem também a experiência de lidar com consultórios dentários.

um comentário

  1. Sou Cirurgiso Dentista no Rio de Janeiro, Sou técnico em Prótese Dentária, da confecção da Prótese total até o aplique de Porcelana. Quero investir na Compra de um Gabinete Dentário, Fazer a Prótese, e administrar o Consultooório. Eu Posso? Tenho Cidadania Italiana.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: