Ideia

Como abrir uma livraria

O setor livreiro não é dos mais rentáveis, por isso, se está a considerar abrir uma livraria, é provável que tenha alguma dose de romantismo associado. Quem gosta de livros, sabe como eles podem ser marcantes e mudar as nossas vidas, principalmente na visão que temos das coisas.

Abrir uma livraria exige aspetos legais comuns a todas as empresas que podem ser rapidamente ultrapassados recorrendo a um bom contabilista. Recomendamos a GAPIC http://www.gapic.pt pois para além de oferecerem garantias de qualidade, já trabalham com outras livrarias e conhecem as particularidades desse mercado.

Não basta pois conceber o espaço, e decorá-lo com expositores, stands, vitrines, etc. mas ter capacidade empresarial de planeamento e organização. Depois do sucesso das FNACS, é comum uma livraria ser concebida em conjunto com um café, que beneficiam mutuamente do ambiente criado para por um lado vender mais livros, e por outro significa uma fonte suplementar de receitas em venda de perecíveis. O consumidor hoje em dia dificilmente ficará satisfeito se não lhe proporcionarem uma experiência integrada, onde ele possa ler um pouco do livro que pretende comprar. Um café é também um ponto de encontro, e isso significa mais clientes potenciais para a sua livraria.

DETERMINE QUAL O SEU ORÇAMENTO

Calcular quanto se irá vender de livros depende da capacidade financeira de cada um. Não estime apenas o dinheiro que irá necessitar para adquirir livros, calcule também qual é o dinheiro que irá precisar para alugueres e salários por exemplo.

DECIDA QUE TIPO DE LIVROS IRÁ VENDER

Decida qual o tipo de livros que irá vender. Pode focar-se num nicho de mercado (como a área de crime e mistério) ou apostar numa gama mais variada de géneros literários. Decida se quer vender livros novos, usados, ou um pouco de ambos. Normalmente os livros usados são os que dão mais lucro, pois podem comprar-se por tuta e meia muitas vezes. Oferecer um misto de livros novos e usados poderá ser a melhor opção.

Uma vez que tenha decidido qual é o tipo de livraria que pretende, está na hora de efetuar alguns contatos com distribuidores livreiros, não só para apresentar o seu projeto, mas também para aferir que tipo de mercadoria e descontos poderá usufruir no seu negócio, dentro do seu orçamento.  Convém desde já perceber que os livros têm já os preços tabelados (PVP), pelo que a venda a retalho de livros não implica grandes margens, nem irá ter margens de 100% nas vendas de livros. O máximo a que uma pequena livraria pode aspirar no ínicio da sua actividade são descontos que variam entre os 30% a 35%.

Existem distribuidores que são essenciais em qualquer livraria, nomeadamente: Distribuidora de Livros Bertand, Porto Editora, Leya, Presença, Lidel (livro técnico), Civilização, Clube do Autor, Babel, Everest (livro infantil) Almedina (direito) e Sodilivros. Recomendamos igualmente algumas mais pequenas como: Relógio d’Água, Centro Atlântico, Livros do Brasil, etc.

Os distribuidores supracitados são os que têm os melhores catálogos disponíveis.

Livros Consignados e Livros a Firme

Livros consignados são livros que geralmente vêm para a livraria por um periodo de um ano (ou menos, mediante acordo com fornecedor), os quais nunca pertencem ao livreiro mas pelos quais é responsável. Veja o livro consignado como um livro emprestado, em que só é seu se o vender. Um livro consignado usualmente vem acompanhado de uma guia de remessa ou guia de consignação e, somente quando o livreiro vende o mesmo, é que o fornecedor envia outro livro para o repôr e uma factura para o pagar, pelo que na prática tem sempre responsabilidade de um livro. Quando vende um livro consignado e o fornecedor não tem outro para repôr, o fornecedor envia uma factura de apuramento, através da qual o livro é pago e deixa de ter responsabilidade sob o mesmo. Quando acaba o prazo da consignação, os livros são devolvidos ao fornecedor ou apurados na sua totalidade pelo mesmo. Algo que ainda poderá acontecer, é o fornecedor enviar uma nova guia de consignação para substituir a antiga e os livros continuarem consignados.

Todavia, muitos distribuidores/fornecedores não trabalham com produto consignado para livrarias novas, pelo que é uma questão que deverá colocar ao próprio distribuidor. No entanto, quanto mais produto tiver na sua livraria menos terá de investir em compra de produto a firme.

Livros a firme são livros que vêm acompanhados de uma factura normal e que passam a ser seus de imediato. Todavia, o produto a firma implica maior responsabilidade na gestão de produto, pois implica investimento avultado, o qual deve ser investido em artigos de alta rotação.

A maior parte dos livros que vê numa estante de uma livraria, a um exemplar, são consignados, enquanto que os livros que vê em quantidade são muito provavelmente a firme.

CRIE UM MENU PARA O SEU CAFÉ

Decida se quer oferecer comida e bebida, ou apenas bebidas. Calcule o espaço que irá necessitar para acomodar o seu café dentro da livraria. Instale pelo menos três ou quatro mesas com cadeiras. Para oferecer conforto adicional, instale um bar e coloque mais mesas e cadeiras.

DECIDA QUAL A MELHOR LOCALIZAÇÃO PARA A SUA LIVRARIA

Uma livraria e um café vão necessitar de bastante espaço. Certifique-se que os seus clientes podem andar confortavelmente pela loja e têm espaço para se movimentarem. Alugar um espaço já existente é normalmente mais económico do que construir de raiz. Não se foque apenas no espaço em si, mas também no que o rodeia. Se alugar um espaço fora de ruas movimentadas é menos provável que os clientes entrem na sua loja, enquanto se escolher por exemplo um centro comercial as hipóteses mais do que quintuplicam.

 DECORE A SUA LOJA

Sofás e cadeiras são comuns em livrarias, o que permitirá aos seus clientes relaxar e lerem um pouco do livro em que estão interessados. Certifique-se que toda a loja é bem iluminada para permitir a leitura. Decoração suplementar como quadros ou candeeiros, podem ajudar a dar um ambiente à loja.

CRIE UM PLANO DE DIVULGAÇÃO DA LOJA

A Publicidade diz às pessoas que a sua loja existe e cria curiosidade em visitar o espaço e conhecer os livros que tem disponíveis.

ACEITE CARTÕES DE DÉBITO / CRÉDITO

Facilite o pagamento. Apesar de poder aceitar só dinheiro, hoje em dia os cartões são quase um bem de primeira necessidade. Para poder receber este tipo de pagamentos fale com o seu banco.

Encontre um bom contabilista.
Um bom contabilista é crucial para o sucesso de uma pequena empresa. Adquirir o capital para começar um negócio e lidar com as finanças dele será um desafio, por isso você precisará de alguém com experiência para guiá-lo pelo processo. Um contabilista não só o ajudará com as taxas e livros de contabilidade, mas também será um conselheiro financeiro nas decisões de negócios. Portanto, contrate alguém em quem possa confiar. Recomendamos a GAPIC (http://www.gapic.pt) pois para além de 35 anos de experiência no mercado, tem também a experiência de lidar com livrarias.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: